R$0,00(0 items )

No products in the cart.

De onde vem?

De onde vem à motivação? O que nos faz acordar todos os dias, sorrir para a vida, enfrentar os problemas de cabeça erguida, converter fatos negativos em positivos, o desejo de fazer, de querer algo que talvez esteja distante do alcance das mãos, de onde vem?

Como podemos explicar essa força capaz de se manifestar até em momentos não tão favoráveis assim. Talvez aí esteja a verdadeira motivação, sem recompensas, sem reconhecimento externo.

Fácil é se motivar quando tudo está nos seus devidos lugares, como a economia do país, do seu bolso, quando os relacionamentos afetivos, sociais estão a mil maravilhas como não estar motivado?

Não há nada de errado, se as coisas estiverem nos seus devidos lugares, fatos externos, aumentam e contribuem para o nosso estado de espírito. Como já dizia “Abraham Maslow (1908-1970), o homem é motivado segundo suas necessidades que se manifestam em graus de importância onde as fisiológicas são as necessidades iniciais e as de realização pessoal são as necessidades finais.”.

Um ponto chama atenção no estudo de Maslow, representado na “Pirâmide das Necessidades”, Maslow apresenta as necessidades de Autoestima, como status adquirido depois das recompensas de reconhecimento, conquista autoconfiança.

Novamente, é como se a realização pessoal dependesse somente de fatores externos. Eis que surge a minha pergunta: De onde vem a motivação capaz de nos impulsionar para conseguir as necessidades de auto realização? Porque até para que possamos suprir necessidades básicas como alimentação, sono, saúde, precisamos de motivação.

Para que o alimento chegue até nós, foi preciso a vontade de alguém que os plantou. Logo para trazer o alimento até a nossa mesa, precisamos comprar, e para comprar, precisamos de condições financeiras, que se conquista trabalhando, mais uma vez precisamos sempre de um motivo que antecede a conquista, e por último, a vontade de se alimentar que surge através da fome.

Escolhi o alimento como exemplo, que para toda e qualquer conquista, é preciso que a motivação venha em primeiro lugar. É preciso buscar um novo jeito de pensar e agir. Pequenas ou grandes realizações dependem da mudança de comportamento voltado para resultados.

Poderíamos dizer que a motivação vem com o movimento, que começa com a nossa vontade intrínseca de mudar o rumo das coisas e assumir de vez escolhas mais felizes e assertivas. O poder de decisão está em nossas mãos.

Related Posts

Leave a Comment!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *